Atenção: habilite seu browser para o uso de Javascript!


Discipulado

Submissão – Um Princípio de Deus

Por autor desconhecido

Importante: antes de submeter este texto à impressão, clique em "Texto Integral",
ao final desta página, para não comprometer a divisão do texto em páginas na impressora.

Página 1 de 3
Ir para a página:   01   02   03   

Introdução

Estudar sobre Autoridade Espiritual pode parecer a alguns que se trata de um tema seco, mas a essência da própria espiritualidade está na relação certa de obediência a Deus. O Senhor age a partir do seu trono que está estabelecido sobre a sua autoridade. Isto é básico e coloca tudo como Deus quer. Louvar, orar, jejuar ou fazer qualquer coisa sem submissão não tem valor para Deus. É mecânico e sem vida.

I. Princípio Divino

Deus é autoridade em si mesmo, e tudo que no mundo (cosmos) existe é sustentado pela palavra do poder de sua autoridade (Hb 1.3). Nada sobrepuja a autoridade de Deus no universo. Logo, é indispensável, para todo aquele que deseja cooperar com o Senhor, conhecer a autoridade de Deus. Entrar em contado com a autoridade do Senhor é o mesmo que entrar em sintonia direta com Deus. "A maior das exigências que Deus faz ao homem não é a de carregar a cruz, servir, fazer ofertas, ou negar-se a si mesmo. A maior das exigências é que Obedeça".

"Tem porventura o Senhor tanto prazer em holocausto e sacrifícios quanto em que se obedeça a sua palavra? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender melhor do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação é como idolatria e culto a ídolos do lar. Visto que rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei." 1Sm 15.22-23

Diante disso, rejeitar uma ordem de Deus é o mesmo que ir contra o próprio Deus. No Reino de Deus está implícita a Dependência. Dependência a tudo que o Senhor determina, isto é, sendo-lhe completamente submisso. Jesus prega o Evangelho do Reino porque conhece o problema principal do homem: a sua independência para com Deus. Na independência está implícita a Rebeldia. E o evangelho do reino ataca a causa, levando o homem à dependência do Senhor e, conseqüentemente, a torná-lo salvo e regenerado. O evangelho do reino é a única maneira de recuperar um rebelde.

II. Princípio Satânico

"O arcanjo transformou-se em Satanás quando tentou usurpar a autoridade de Deus, competir com Deus, e assim se tornou um adversário de Deus. Foi a rebeldia que provocou a queda de Satanás" (Is 14.12-15; Ez 28.13-17). A intenção de Satanás de estabelecer o seu trono acima do trono de Deus foi o que violou a autoridade do Senhor. O princípio de rebelião é passado a todos os homens depois da queda de Adão. Este princípio o Senhor abomina: é como feitiçaria.

Sempre que alguém peca contra a autoridade de Deus, peca diretamente contra o Senhor. Não podemos permitir espaço para rebeldia em nossas vidas. Temos que vivê-las em completa santidade, assim como Jesus, que em nada foi rebelde ao Pai. Ele vivia, como vive, para agradar ao Pai e em tudo lhe ser submisso.

III. Autoridade Delegada: Rm 13.1

O princípio de autoridade delegada é que rege todas as relações do homem com o homem, bem como do homem para com Deus. Todas as coisas estão debaixo deste princípio, nada está solto. Este é um princípio de ordem e paz, nunca de confusão. Deus assim criou todas as coisas , mas ao rebelar-se, Lúcifer gerou a confusão. E, pior, está levando todos os homens a viverem debaixo do princípio de rebelião.

Como funciona o princípio de autoridade delegada? Na Trindade temos que o Pai é igual ao Filho, que é igual ao Espírito Santo. Na essência os três são iguais. Todavia, o Pai, o Filho e o Espírito Santo são diferentes nas funções.

  • O Pai enviou o Filho (Jo 4.34).
  • O Filho veio (Jo 16.28).
  • O Filho foi obediente ao Pai (Jo 8.29).
  • O Filho enviou o Espírito Santo (Jo 15,26;14.26).
  • O Espírito Santo veio (At 2.16-17).
  • O Espírito Santo é obediente ao Filho (Jo 16.12-15).

A Trindade é a fonte de toda a verdade. Este princípio divino é encontrado em todas as relações estabelecidas por Deus. Temos que numa família o pai é igual â mãe, que é igual aos filhos. O ocorre que na família, o pai é o cabeça e a mãe a ajudadora. Eles são iguais, têm o mesmo valor para o Senhor, mas têm funções diferentes.

Há uma tendência de se pensar que se submeter é ser inferior. Jesus nunca foi inferior ou menor que o Pai pelo simples fato de lhe ser submisso. Pelo contrário, Jesus Cristo tem o nome que está acima de todo nome (Fp 2.9). Temos que entender que entre iguais há uma relação de autoridade e submissão. Isto faz parte da ordem divina. As autoridades delegadas estão em todas as áreas de nossas vidas. Um discípulo do Senhor deve, onde estiver, procurar saber quem é a autoridade delegada para a ela se submeter.

A. Deus Delega Autoridades em Todas as Áreas da Vida:

  • Civil: Rm 13.1-3.
  • Trabalho: Ef 6.5-6; Tt 2.9-10; 1 Tm 6.1-2.
  • Família: Ef 5.22-24; 6.1-4.
  • Igreja: 1Co 12.28

Todo discípulo do Senhor, onde estiver, procura saber quem é a autoridade, para a ela se submeter. Não há espaço para o "super-espiritual".

B. O Problema do Super-Espiritual:

Quem é este? É aquele que aparenta espiritualidade, mas esconde uma grande rebelião e que traz muito dano ao corpo de Cristo. O super-espiritual costuma dizer: "Eu só obedeço a Cristo, o Senhor. Não estou sujeito a nenhum homem!" Isto é loucura. Toda vez que se diz "Deus, quero te obedecer", o Senhor responde bem claro e preciso: "Ótimo! Então, obedeça ao teu marido, teu pai, teu chefe, teu pastor!" Aí aparece o super-espiritual declarando: "Não, eu só obedeço ao Senhor, a ninguém mais. Só obedeço o que tu me falares pessoalmente!" E, o Pai, responde com toda firmeza: "Mas o meu desejo é que me obedeças através deles". Regularmente escutamos esta outra resposta: "Você não sabe quem é o meu marido, pai, chefe". Ou ainda: "Meu marido é um alcoólatra, meu pai é incrédulo…"

É inadmissível declarar obediência a Deus e não às autoridades por Ele delegadas. Sempre que obedecemos às autoridades delegadas estamos submissos a Deus, estamos agradando ao Pai. ...


Texto Integral


Página 1 de 3
Ir para a página:   01   02   03   

Fonte: odiscipulo.com.



RecuarPara o alto


Exare suas ponderações
» Comentários até agora: 10.

Em 26/01/2013, às 10:19, Luiz Silva, de Loreto, ponderou:
Gostei muito do artigo submissão: um principio divino e quero conhecer outros artigos para edificação espiritual
Em 15/12/2012, às 11:49, Leví Oliveira, de Itabirinha- MG, ponderou:
Que bom este estudo.Muito me edificou,como tambem me ajudou no preparo de meu estudo da EBD.Obrigado, que DEUS os abençoe.Um abraço.
Em 21/06/2012, às 10:17, Carlos Emanoel, de Recife, ponderou:
o estudo sobre sub-missao foi uma bençao. que bom serria q tdos tivessem ascesso a um estudo como esse. e disso que aigreja presissar pois ha ainda muita insub-missao e rebeldia no meio do povo de DEUS..
Em 21/04/2012, às 20:48, Oseias Diniz, de Belo Horizonte/MG, ponderou:
Tenho lido alguns estudos de "Militar Cristão" e aprovado. Aquele sobre o dízimo foi na mosca. Mas, com todo respeito, e no intuito de contribuir positivamente, devo dizer que existe nesta msg um equívoco muito sério. O ensino de Jesus em Mt 20: 25-28 precisa ser a base para este assunto. A partir daí, nenhum outro texto do NT pode estar em contradicão com o ensino do Mestre; qualquer interpretacão diferente em outro texto constitui erro. As hierarquias fazem parte do modelo do mundo e dos "gentios". Ao dizer: "Entre vós não será assim", Jesus fez diferenca entre o reino do mundo e o Reino de Deus. Portanto, aqueles que tem Jesus por Senhor, Cabeca da Igreja, e crê que Ele está conosco todos os dias, devem submeter-se somente a Ele, e entender que aqueles que Ele "deu" à Igreja com dons ministeriais, não estão acima dos demais no Reino, mas são apenas servos de Cristo e da Igreja, com vista ao aperfeicoamento dos santos. Aquele que se exaltar será humilhado.
Um abraco!
Em 19/04/2011, às 15:44, Gilmar Santana, de Maua, ponderou:
muito profundo, se a igreja tivessi este penssamento seriamos muito mas abenssoados Deus vos abenssoe
Em 03/03/2011, às 19:02, Vanderson, de Sao Roque, ponderou:
E um estudo profundo que serve para ao aconselhamento de muitos cristaos. que Deus abensoe.
Em 29/05/2010, às 22:02, Deusimar, de Rio De Janeiro, ponderou:
examinai as escrituras
Em 14/04/2010, às 14:47, Pr Marcelo Farias Barros, de Abreulandia, ponderou:
não como ministro mas como submisso fiquei maravilhado com o que aprendi beção de Deus a todos abraço!!!!!!!!!!!
Em 27/03/2010, às 17:21, Eduardo, de Salvador, ponderou:
Gosto de estudos baseados na biblia .
Não li ainda sobre submissão, mas me parece ótimo.
Deus os abençoe.
A paz de Cristo, Jesus.
Um abraço...!
Em 02/10/2009, às 17:34, Jailson, de Salvador, ponderou:
Muito bom!
Gostaria de saber se podemos utilizar o texto para o discipulado local, pois, é disso que a Igreja precisa - Verdades bíblicas fundamentais.

Comente o texto
Nome:  

Cidade:  

E-mail (não será publicado):  

Comentários:  

» Você pode digitar mais 1024 caracteres.
Digite a seguir o que você lê abaixo:  
cM580T2


 

Importante: utilize este formulário para ponderar somente sobre o texto acima. Comentários sobre a nossa página devem ser postados na seção Contato.
Busca de Estudo Bíblico
Busca

DTM - Dicionário de Termos Militares
Termos, gírias e expressões da linguagem militar do dia-a-dia. Consulte:

Bíblia Online
Bíblia Online

Capítulo:    Versículo:

     
Palavra(s):

    
Interatividade
RSS Militar Cristão Militar Cristão no Facebook Militar Cristão no Twitter Assine abaixo o Boletim de Notícias
E-mail: